MENU

 Notícias >> As principais notícias de Vestibular
A notícia que você procura está aqui!
 
Lula assina projetos do Reuni

 

Lula assina projetos do Reuni

O lançamento do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni) foi na última quinta-feira. Durante a cerimônia, o presidente Lula anunciou que os investimentos para o ensino superior alcançarão a cifra de R$2,5 bilhões até 2015. Caso sejam atingidas as metas do programa, o número de vagas oferecidas por ano pelas universidades federais deverá aumentar 52%. 

Pelo cronograma inicial do projeto Universidade Nova, do reitor Naomar Almeida Filho, este ano não haveria mais vestibular na Ufba e os cursos de graduação mudariam radicalmente. Quem vai participar do processo seletivo da Federal nos dias 18 e 19 já deve saber que a proposta não foi pra frente. A Universidade Nova, ao menos por enquanto, acabou diluída em uma sigla: Reuni. O Reuni é o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais, um decreto do governo federal. A idéia é dobrar o número de estudantes nas federais.

A adesão da Ufba ao Reuni foi tumultuada. No dia 19/10, estudantes contrários à medida tentaram impedir a votação no Conselho Universitário com faixas e gritos de protesto, mas não teve jeito. Pela proposta da Ufba, que ainda será analisada pelo MEC, a universidade receberá, até 2015, R$ 92 milhões para investimentos [parte da verba chegaria no começo do ano que vem]. Para isso, teria que cumprir metas [veja quadro]. 

Contra - O Diretório Central dos Estudantes [DCE] é contrário à proposta apresentada pela Ufba, principalmente por ter incluído os Bacharelados Interdisciplinares [BIs], trazidos da Universidade Nova. Para quem não se lembra, os BIs duram 3 anos e têm um ciclo de formação geral e outro de formação complementar. Ao final deste período, o aluno escolhe se quer partir para um curso profissionalizante. Para Fabrício Santana, diretor de comunicação do DCE, o ingresso nos cursos tradicionais deveria ser obrigatório. “O mercado não vai aceitar uma pessoa formada em nada”. 

Os BIs começariam em 2015 e são voluntários para as unidades da Ufba e para os estudantes. Para o DCE, a reitoria vai barganhar com os recursos que irá receber do MEC, privilegiando as unidades que adotarem os BIs. 
Reformulação – Para além dos BIs, o Reuni tem muitos pontos em comum com a Universidade Nova, principalmente no que se refere à “flexibilização” dos cursos de graduação. A proposta da Ufba entregue ao MEC diz que os currículos serão reformulados e, preferencialmente, terão disciplinas concentradas em um único turno. 

Outra medida é aumentar o número de cursos noturnos, com a matrícula de 8.437 alunos até 2015. Os recursos que o MEC enviaria para a Ufba podem acabar – ou tornar mais difícil de engolir – a ladainha da falta de verbas nas universidades federais. “Acabou a desculpa, até mesmo para o reitor”, diz Naomar. Resta saber se as mudanças não aconteceram antes por falta de gestão, articulação política ou consenso de que são de fato bem-vindas. 

O PLANO DA UFBA: 

As metas:
18 alunos por professor | O índice deve ser alcançado até 2015, com salas com 45 alunos. No Brasil, a relação hoje é de 13,2 alunos/professor. Na Ufba, é de apenas 11,7 [43º lugar entre as 53 federais]. A média atual da Ufba é de 22,8 alunos por turma. 
90% de taxa de conclusão | A idéia é diminuir as vagas ociosas na universidade. Na Ufba, a evasão é de 43%. A relação entre diplomados e alunos que ingressaram cinco anos antes deverá ser de 90%. 

Como cumprir as metas: 

Mais alunos | Entre 1970 e 2002, as vagas na Ufba cresceram 28%. Já o número de candidatos no vestibular cresceu 280% no mesmo período. Por ano, entram 4.264 alunos na Ufba. Para o vestibular 2015, as vagas devem ser 20% maiores, chegando a ano de 2015 com a matrícula de 37.807 estudantes. 
No Brasil: A meta global do Reuni é que pelo menos 30% dos jovens entre 18 e 24 anos tenham acesso ao ensino superior até 2015. Hoje esse número é de 10%. 

Mais professores | Hoje são 1.708 professores e 3.126 servidores. No segundo semestre de 2008 já seriam contratados 264 professores e 211 servidores técnico-administrativos, até chegar em 2015 a 533 novos professores com dedicação exclusiva e 426 novos servidores. Estão previstos cursos para que os docentes adotem práticas mais dinâmicas, para acabar com a chatice das aulas expositivas. 
No Brasil: 2.800 novos professores e 5 mil novos servidores. 

Novos cursos | Hoje são 65. Para 2015 estão previstos 20 novos cursos, 21 noturnos, 11 Cursos de Educação Superior Tecnológica, 4 Bacharelados Interdisciplinares e 16 turmas de licenciatura. Confira a lista completa.

Cursos noturnos| Hoje tem apenas o de física e geografia. O diagnóstico foi que o espaços permanecem ociosos à tarde e à noite. Em 2015, 8.437 alunos estariam matriculados em 21 turmas noturnas 

Novos currículos | Os currículos dos cursos tradicionais seriam reestruturados, para torná-los menos profissionalizantes e mais atuais. As aulas também devem ser concentradas, preferencialmente, em um único turno. Os novos currículos começariam a vigorar em 2015. Não muda nada para quem já está estudando ou entrar em 2008. 

Mais dinheiro| Este ano, a Ufba teve R$ 400 mil para investir. Em 4 anos, vai receber 92,4 milhões [cerca de 23 milhões/ano]. 
No Brasil: Entre 2008 e 2015 devem ser investidos R$ 1,97 bilhão. 

Aproximação com o ensino básico | Em 2006, 59% dos professores da educação fundamental na Bahia não tinham diploma. No Ensino médio, o índice era de 26%. A idéia é oferecer, até 2011, 800 vagas no Programa de Licenciaturas Especiais [Prole]. 

Assistência estudantil | A Ufba tem 5.400 estudantes cotistas, vindos de escola pública, com renda familiar per capta de 1 salário mínimo. Só 1.087 são atendidos pelos programas de assistência estudantil. Esse número deve ser ampliado em pelo menos 300% até 2015.

Estrutura física | Com os recursos de 2008, teriam início as mudanças físicas [ampliação e reforma das unidades, além da implantação de um parque tecnológico]. O plano é construir auditórios e implantar infra-estrutura tecnológica, com rede de videoconferência e instalação de ambientes virtuais de aprendizagem. Estão previstas a conclusão do PAF 3 e do Pavilhão de Aulas de São Lázaro, além do Complexo Residencial Estudantil 

Vestibular | Até o final de março de 2008, devem ser definidas as regras do vestibular 2015. Os vestibulandos poderiam optar pelo ingresso através do vestibular tradicional ou para os Bacharelados Interdisciplinares. Para os BIs, o vestibular seguirá a primeira fase do processo seletivo da Ufba. Em agosto de 2008, os novos cursos que a universidade vai oferecer devem ser especificados no edital do vestibular. Até março de 2015, os novos currículos dos cursos de graduação tradicionais já devem ter sido aprovados pelo Conselho Universitário, para o início das aulas. 

E como será em 2015? | “A Universidade Federal da Bahia encontrar-se-á efetivamente renovada como instituição de criação e produção crítica do conhecimento humano, em vez da instituição para elitismo e exclusão social que tem sido durante duzentos anos”. Diagnóstico e profecia. Proposta de inclusão da Ufba no Reuni. 

Por A tarde - Canal Vestibular 

 

<<< Voltar

 

 
 Página Principal

Fale Conosco | Anuncie Aqui | Cadastro | Notícias | Home



 

VestibularWeb - O Site de dicas, notícias e novidades de vestibular pra vc! Desde 07/2000

Topo

.